Pichação no Muro das Lamentações foi coberta com tinta vermelha. (Foto: Reprodução/Israel First)

Mensagem escrita em árabe no bairro bairro muçulmano da Cidade Velha de Jerusalém foi coberta com tinta vermelha.

Um pedaço do Muro das Lamentações, do lado Ocidental da muralha, em Jerusalém, foi vandalizado com inscrições antissemitas.

O texto escrito com grafite declarava “massacrem os judeus”.

Pouco depois a pichação foi coberta com tinta vermelha.

A Muralha Ocidental tem profundo significado espiritual para os judeus por causa da proximidade ao Santo dos Santos.

O vandalismo antissemita ocorreu em uma seção do Muro Ocidental em Jerusalém no fim de semana, segundo relatos locais.

A sentença foi publicada em árabe no Kotel HaKatan, ou “Pequeno Muro das Lamentações”, no sábado (20), no bairro muçulmano da Cidade Velha de Jerusalém, de acordo com a Jewish Telegraphic Agency.

Uma jovem foi presa no sábado à noite por estar supostamente em conexão com o incidente, de acordo com a agência. Seu nome e idade exata não foram divulgados, mas ela foi referida como uma “garota” no relatório.

Uma imagem publicada pelo Twitter do canal Israel First TV mostra a seção da parede com a mensagem antissemita coberta.

O Pequeno Muro das Lamentações está localizado em um beco estreito a cerca de 200 metros ao sul do Muro Ocidental, ao lado do Portão de Ferro, em um beco estreito, e apenas algumas fileiras de suas pedras estão expostas.